Goiânia, segunda, 24 de julho de 2017
16/12/15 143886 visualizações

Sem trabalhar há 16 anos, Valéria Perillo ganha aposentadoria



Divulgação

Desde a última terça-feira, 15, a primeira-dama de Goiás, Valéria Perillo, goza sua aposentadoria aprovada por unanimidade pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) com remuneração integral de R$ 15.206,43. A primeira-dama foi servidora da Assembleia Legislativa na década de 1980 e não exerce suas funções na Casa há pelo menos 16 anos. Para a aposentadoria, a pedido dela, o TCE considerou o período de serviços prestados à Organização das Voluntárias de Goiás (OVG).

Como mostra o perfil da primeira-dama no portal do governo de Goiás, Valéria Perillo é uma “ex-servidora pública”, sem concurso, com estabilidade garantida pela Constituição de 1988. Desde que o marido, o atual governador Marconi Perillo (PSDB), foi eleito governador, em 1998, Valéria Perillo deixou de exercer suas funções no Legislativo estadual.

Valéria Perillo continuou a ser remunerada pela Assembleia por seu trabalho na OVG no longo período em que Marconi Perillo governa Goiás. A primeira-dama comandou a entidade de 1999 a abril de 2005, voltou ao cargo em 2011 e permanece até hoje. No entanto, como o próprio nome diz, a Organização das Voluntárias de Goiás tem caráter social e sempre foi presidido por outras primeiras-damas sem nenhuma remuneração.

Mande pra gente, via Whatsapp, denúncias, textos, vídeos e fotos sobre a realidade do Estado de Goiás. Whatsapp do Goiás Real: (62) 8453 6115. Vamos preservar sua identidade, se for do seu interesse.

Outras notícias

+ veja mais notícias