Goiânia, terça, 28 de março de 2017
11/10/16 128804 visualizações

Hospitais geridos por OS tem 40 supersalários de até R$ 58.015,99





Falta quase tudo nos hospitais geridos por Organizações Sociais (OS): lençóis, fixador de tubos, salários atrasam é estão defasados, mas os supersalários predomina. Um levantamento feito pelo Sindsaúde descobriu pelo menos 10 salários acima do teto do governador que é de R$ 25.052.

Se a contratação fosse direta, sem atravessadores, o limite dos salários seriam inconstitucionais. Quando o governo decidiu instituir as OS, desconfiava que além de ajudar no desvio para campanhas, as OS serveriam para abrigar supersalários, como agora fica provado ser o caso. 

No levantamento consta que além dos salários superiores os da governadoria, mais de 40 ganham salários muito acima dos servidores operacionais dos hospitais HGG, HDT, Hugo, Hurso, Huana, HEEL, HMI, Crer e até o novo Credeq. Enfermeiros, médicos, maqueiros e administrativos reclamam que os salários caíram fortemente após as OS. 


Hugol: Ministério Público vai investigar supersalários de OS


Mande pra gente, via Whatsapp, denúncias, textos, vídeos e fotos sobre a realidade do Estado de Goiás. Whatsapp do Goiás Real: (62) 8453 6115. Vamos preservar sua identidade, se for do seu interesse.

Outras notícias

+ veja mais notícias