Goiânia, quinta, 21 de setembro de 2017
14/12/16 21029 visualizações

Novo pacote: Após quebrar Goiás, Marconi massacra servidores



Divulgação

O pacote de ajustes que o governador Marconi Perillo (PSDB) enviou para a Assembleia Legislativa na terça-feira, 13, é um verdadeiro massacre ao servidor público estadual. Entre as medidas propostas pelo Palácio das Esmeraldas está o fim dos quinquênios, congelamento de promoções, corte de gratificações e até revogação de auxílios já concedidos. Em resposta, servidores avaliam que Marconi elege os funcionários públicos como alvo exclusivo de pseudo desequilíbrio nas contas do governo. 

Em carta aberta aos deputados, o Fórum em Defesa dos Servidores e dos Serviços Públicos em Goiás, formado por diversas entidades, reclamam da perseguição do governo ao segmento. “Nos últimos seis anos (desde que Marconi voltou ao governo), os servidores foram eleitos como fonte de um propalado desequilíbrio nas contas”, mostra o documento. 

A carta ataca abertamente a falta de credibilidade do governo de Marconi em promover reformas, já que continua gastando com shows, verbas secretas, além das denúncias de corrupção envolvendo a Agetop e a Saneago, entre outros órgãos. Há tempos o GoiásReal detalha a farsa das reformas propostas por Marconi e relata os gastos exorbitantes do Palácio e a falta de prioridades em contraponto ao massacre promovido contra servidores. 

Mande pra gente, via Whatsapp, denúncias, textos, vídeos e fotos sobre a realidade do Estado de Goiás. Whatsapp do Goiás Real: (62) 8453 6115. Vamos preservar sua identidade, se for do seu interesse.

Outras notícias

+ veja mais notícias