Goiânia, quarta, 23 de agosto de 2017
18/06/17 2119 visualizações

Goiás na Frente: Tayrone admite que repasses ainda não estão assinados





Mesmo com quase 20 anos no poder, o governador Marconi Perillo (PSDB) não perde sua principal característica como político: saber fazer propaganda como ninguém. Dessa vez, porém, o secretário de Governo do tucano entregou a estratégia ao admitir ao jornal O Popular que muitos dos repasses para prefeituras já anunciados ainda não foram sequer assinados.

“Acontece o seguinte: o governador está indo às cidades e dando a ordem e o valor dos convênios que as prefeituras podem firmar. Não é a celebração em si. Com esse documento, as prefeituras entram com o pedido na Segov, que tem uma equipe para analisar toda a documentação. Então, essas duas cidades ainda não têm convênios celebrados”, disse ele em entrevista ao jornal O Popular.

No início do mês, por exemplo, Marconi esteve em Cachoeira Alta, Paranaiguara a São Simão para divulgar que, juntos, os três municípios devem receber R$ 6,3 milhões. O que não é divulgado, porém, é que os dois últimos não podem assinar os contratos por inadimplência na prestação de contas junto ao Tribunal de Contas dos Municípios (TCM).

A situação é mais comum do que se pensa. Segundo o próprio secretário, apenas 25 cidades já assinaram os contratos e, portanto, podem receber o dinheiro. Por outro lado, 155 municípios já solicitaram os recursos.

Para receber o recurso, as cidades precisam apresentar certidões negativas e documentos que comprovem as prestações de contas. Como a maioria não tem, o governo já trabalha para flexibilizar as exigências. Tudo para manter funcionando o principal cabo eleitoral de Marconi para 2018: gastar, sem controle, o dinheiro da Celg para cooptar prefeitos.

Mande pra gente, via Whatsapp, denúncias, textos, vídeos e fotos sobre a realidade do Estado de Goiás. Whatsapp do Goiás Real: (62) 8453 6115. Vamos preservar sua identidade, se for do seu interesse.

Outras notícias

+ veja mais notícias