Goiânia, quarta, 23 de agosto de 2017
19/06/17 7077 visualizações

Goiás Turismo gasta R$ 48 milhões com shows e prestação de contas some



Foto: Divulgação

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga irregularidades na Goiás Turismo descobriu que a agência desapareceu com o relatório de prestação de contas da agência em 2016. A própria agência abriu processo disciplinar para saber como os R$ 48 milhões com shows foram gastos.

Membros da CPI, Cláudio Meirelles (PR), Humberto Aidar (PT) e Lívio Luciano (PMDB) denunciam a situação. Em abril, Meirelles denunciou na Assembleia que uma mesma dupla de artistas foi contratada por R$ 55 mil e R$ 150 mil num curto espaço de tempo.

Relator da CPI, Aidar já alertava sobre as irregularidades desde o mês passado. “Onde já se viu um show que custa R$ 30 mil, mas que pela Goiás Turismo sai a R$ 60 mil? Temos que investigar essa maracutaia de shows que acontecem Goiás afora. Não tem dinheiro para pagar os servidores públicos, mas sobra dinheiro para isso”, reclamou.

Criada no último dia 27 de abril, a CPI investiga autorização de múltiplos atos de inexigibilidade de licitações para a contratação de shows artísticos, além de sobre preço nos eventos.

A farra de contratações contratações de shows caros pela Goiás Turismo não é de agora. Para citar um exemplo apenas deste mandato, no Reveillon de 2015 para 2016 o órgão pagou R$ 1,2 milhão pelo show Cabaré, dos cantores sertanejos Leonardo e Eduardo Costa.

Mande pra gente, via Whatsapp, denúncias, textos, vídeos e fotos sobre a realidade do Estado de Goiás. Whatsapp do Goiás Real: (62) 8453 6115. Vamos preservar sua identidade, se for do seu interesse.

Outras notícias

+ veja mais notícias