Goiânia, sbado, 21 de outubro de 2017
07/10/17 573 visualizações

Em vídeo, Nelto diz que PMDB vota contra pedágios nas rodovias



Reprodução: YouTube

O líder do PMDB na Assembleia Legislativa, deputado José Nelto (PMDB), vai lutar para barrar no plenário da Assembleia Legislativa o projeto de lei de autoria do governador Marconi Perillo (PSDB) que irá privatizar e criar pedágios em todas as seis rodovias estaduais que ligam Goiânia às cidades do interior. "O PMDB votará em bloco contra esse absurdo", garante Nelto. O presidente da Agetop Jayme Rincon (PSDB) já explicou que o modelo do pedágio adotado em Goiás não será o de menor preço, mas o modelo aplicado pelo PSDB em São Paulo - o mais caro do Brasil.

No vídeo (que pode ser visto ao final deste texto), Nelto chega a dar um exemplo: para ir de Goiânia a Catalão um carro de passeio pagará em torno de R$ 30 e um caminhão pagará cerca de R$ 60. "Isso não pode acontecer, o governo Marconi não tem mais legitimidade", afirma José Nelto no vídeo.

O goiano já paga as taxas mais caras do Brasil, como o IPVA alto e o ICMS no teto. "É injusto que tenha que arcar com mais este custo, pois já paga pelo empréstimo que foi feito pelo governo estadual para duplicar as rodovias", aponta Nelto. Desde que foi reeleito, em 2014, o governo já tinha anunciado a intenção de implantar pedágio nas principais rodovias estaduais. O assunto foi levado em banho-maria no ano passado, mas agora o governador oficializou a intenção de entregar tudo para as concessionárias com o projeto de lei enviado à Assembleia.

Mesmo gastando de R$ 6 bilhões de dinheiro federal na construção e manutenção das rodovias estaduais entre 2011 e 2014, em 2015 já havia rodovias em péssimas condições. José Nelto ressalta que mesmo em Minas Gerais, onde a malha viária é maior que a goiana, não há este tipo de cobrança. “Isso foi copiado do governo tucano de São Paulo, que já faz o paulista pagar duas vezes pelas rodovias estaduais. Marconi quer fazer o mesmo com os goianos, se utilizando, inclusive, dos processos licitatórios errôneos da Agetop. Nós do PMDB não aceitaremos isso e iremos à Justiça”, finalizou.

Mande pra gente, via Whatsapp, denúncias, textos, vídeos e fotos sobre a realidade do Estado de Goiás. Whatsapp do Goiás Real: (62) 8453 6115. Vamos preservar sua identidade, se for do seu interesse.

Outras notícias

+ veja mais notícias