Goiânia, sexta, 17 de novembro de 2017
10/11/17 1394 visualizações

Para presidir PSDB, Marconi faz aliança com Temer e Aécio





Sem se preocupar mais com o seu mandato de governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB) usa todas as suas forças para ser presidente nacional do PSDB a partir de dezembro. Para chegar ao seu objetivo, o tucano conta com o apoio do senador afastado Aécio Neves e até do enrolado presidente Michel Temer (PMDB), que está tão sem apoio que se apega a qualquer que estender a mão.

O apoio de Aécio a Marconi é claro e explícito. O mineiro é presidente afastado da sigla, mas decidiu destituir o interino Tasso Jereissati, que é candidato favorito, mas discorda da postura de Aécio. O senador mineiro, portanto, preferiu tirá-lo do poder, deixando Marconi mais livre para articular sua candidatura.

Tirado do poder, Tasso escancarou a situação. Aliado do ex-presidente FHC, o cearense disse que sua candidatura luta contra as estruturas do partido e do governo federal, numa clara alusão de que Marconi é apoiado também por Temer.

A explicação para isso é simples. Tasso e FHC são defensores ferrenhos da saída do PSDB do governo de Michel Temer, enquanto Marconi e Aécio desconversam e afirmam que a decisão deve ser postergada.  

Assim, sem lembrar mais que ainda é governador de Goiás, Marconi só pensa mesmo em seu projeto político. Para isso, preferiu se aliar a Temer e Aécio, que só o aceitaram como aliado por não terem mais ninguém do lado depois de tantos escândalo

 

Mande pra gente, via Whatsapp, denúncias, textos, vídeos e fotos sobre a realidade do Estado de Goiás. Whatsapp do Goiás Real: (62) 8453 6115. Vamos preservar sua identidade, se for do seu interesse.

Outras notícias

+ veja mais notícias