Goiânia, sexta, 17 de novembro de 2017
11/11/17 1847 visualizações

O Popular confirma: Marconi larga Estado por presidência do PSDB





Não é segredo para ninguém que o governador Marconi Perillo (PSDB) já abandonou seu mandato e só pensa no seu futuro político. Mais preocupado em criar intriga no PSDB para ter chance real de presidir a sigla, o tucano até diminuiu sua agenda administrativa, tendo trabalhado apenas cinco dos 10 dias decorridos do mês, de acordo com informações divulgadas pelo site institucional Goiás Agora.

Neste sábado, o jornal O Popular também traz a informação de que até as inaugurações de obras vão ser deixadas de lado para que Marconi se concentre no seu foco: ser presidente do PSDB. Segundo a nota da coluna Giro, o tucano já adiou todas os eventos administrativos para 2018 justamente para ter mais tempo para as articulações.

É claro também que a eleição do PSDB é uma boa desculpa para o atraso das obras, mas ter trabalhado apenas metade do mês já é uma grande folga para um governador que não oferece segurança, nem saúde, nem educação de qualidade para os cidadãos. Além disso, no feriado de 2 de novembro, o tucano chegou a ficar sem divulgar participação em eventos administrativos do dia 1º até a última terça-feira (7).

Fica fácil explicar as ausências. Na semana passada, ele esteve em Brasília mais de uma vez para reparar os danos de suas intrigas internas no PSDB. Nesta semana, além de não ter dado expediente nem na segunda e na terça, o tucano também não divulgou nada de sua agenda na sexta-feira, “enforcando” o último dia útil da semana. 

Ontem e hoje, o tucano esteve no Paraná, onde visitou o governador Beto Richa (PSDB) para implorar por votos na eleição do PSDB. Enquanto isso, nosso Estado continua sofrendo com o descaso e o desinteresse de Marconi, Eliton e todo o governo estadual. 

Mande pra gente, via Whatsapp, denúncias, textos, vídeos e fotos sobre a realidade do Estado de Goiás. Whatsapp do Goiás Real: (62) 8453 6115. Vamos preservar sua identidade, se for do seu interesse.

Outras notícias

+ veja mais notícias