Goiânia, sexta, 15 de dezembro de 2017
05/12/17 1088 visualizações

Em São Paulo, Marconi volta a defender a reforma da Previdência





Em palestra no encontro anual do Movimento Brasil Competitivo (MBC), entidade que reúne líderes do setor produtivo, o governador Marconi Perillo (PSDB) defendeu hoje, em São Paulo, que a reforma previdenciária deveria ter sido feita há pelo menos 20 anos no Brasil, com regras para quem já era funcionário público e quem ainda iria ser.

Para Marconi, seja qual for o presidente eleito em 2018, ele terá de enfrentar o problema do déficit da Previdência. Ele defendeu que a reforma seja feita para os atuais servidores e para quem ainda vai entrar no serviço público. “Essa proposta que está no Congresso não vai servir nem para os atuais”. O governador argumentou que o Brasil é refém de alguns ismos: “corporativismo, populismo, fisiologismo, patrimonialismo”.

Defendeu uma nova agenda para o País, que terá de focar na solução para o problema da Previdência e no aumento da produtividade.  “Essa questão da produtividade precisa estar na agenda, a agenda da privatização também”. Na visão de Marconi, o grande desafio no Brasil é a “gestão eficiente e a gestão de um estado regulador, somando isso às agendas da inovação, da produtividade e da competitividade”.

 

 

Mande pra gente, via Whatsapp, denúncias, textos, vídeos e fotos sobre a realidade do Estado de Goiás. Whatsapp do Goiás Real: (62) 8453 6115. Vamos preservar sua identidade, se for do seu interesse.

Outras notícias

+ veja mais notícias