Goiânia, sexta, 22 de junho de 2018
09/04/18 4347 visualizações

Serpes/O Popular mostra Marconi com apenas 16% para o Senado



Divulgação

A pesquisa Serpes/O Popular mostra que a chance de Marconi Perillo (PSDB) ser derrotado na eleição para o Senado é real em Goiás. Hoje, segundo o instituto, ele tem apenas 16,1% das intenções de voto. A senadora Lúcia Vânia (PSB) é a segunda colocada, com 11,7%. O vereador de Goiânia Jorge Kajuru (PRP) aparece em terceiro lugar, com 8,4%, e o ex-senador e procurador de Justiça licenciado Demóstenes Torres (PTB) vem em seguida, com 6,1%. O deputado federal João Campos (PRB) e o ex-deputado Vilmar Rocha (PSD) registram porcentual semelhante - 5,2% e 5,1%, respectivamente. O deputado federal Pedro Chaves (MDB) tem 2,6%. O senador Wilder Morais (ex-PP, agora no DEM) é o último colocado, com 1,4%.

Além do baixo índice de votos, a rejeição alta também preocupa Marconi. Um terço do eleitorado goiano não votaria no ex-governador Marconi Perillo (PSDB) nem no ex-senador Demóstenes Torres (PTB) para o Senado este ano, indica pesquisa Serpes/O POPULAR. Questionados sobre em qual dos oito pré-candidatos ao Senado o eleitor não votaria de jeito algum, 34% responderam Marconi e 33,3%, Demóstenes.

A pesquisa mostra que em Goiânia, Kajuru, que foi o vereador mais votado na capital, lidera a disputa ao Senado, com 15,8% das intenções de voto, contra 12,7% de Marconi e 11,9% de Lúcia Vânia.

O Serpes ouviu 801 eleitores, com margem de erro de 3,5 pontos porcentuais para mais ou para menos e intervalo de confiança de 95%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o protocolo número BR-07829/2018 e no Tribunal Regional Eleitoral sob o protocolo número GO-05562/2018 no dia 29 de março de 2018. Dos 801 eleitores consultados, 20,3% afirmaram que votarão nulo ou não vão votar, enquanto 22,1% disseram ainda não ter decidido.

Mande pra gente, via Whatsapp, denúncias, textos, vídeos e fotos sobre a realidade do Estado de Goiás. Whatsapp do Goiás Real: (62) 8453 6115. Vamos preservar sua identidade, se for do seu interesse.

Outras notícias

+ veja mais notícias