Goiânia, quarta, 15 de agosto de 2018
12/06/18 537 visualizações

Com ETE inacabada, Saneago joga esgoto sem tratamento no Meia Ponte



Reprodução / TV Anhanguera

Responsável pelo abastecimento de quase metade da população de Goiás, além da irrigação de lavouras, o Rio Meia Ponte é alvo da falta de cuidado de quem deveria ser protagonista em sua preservação: a Saneago.

Reportagem do Jornal Anhanguera 2 ª edição, da TV Anhanguera, mostra que nos 50 quilômetros que corta a capital, são dezenas de esgoto e de lixo.

Existem cerca de 70 lançamentos de esgoto sem qualquer tipo de tratamento: 24 horas por dia o esgoto sai da tubulação e vai para um córrego antes de desaguar no Meia-Ponte.

Em 2008, a Saneago firmou um acordo com o Ministério Público de Goiás (MP/GO) se comprometendo a acabar com 18 pontos de lançamento identificados à época. O prazo terminou em 2013, mas nada foi solucionado.

O golpe de morte no Meia-Ponte vem da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) de Goiânia. Como as obras não avançaram além da primeira etapa, ela não cumpre sua função: tratar e devolver os dejetos 90% purificados.

Na realidade, a ETE faz apenas um tratamento primário dos resíduos, quem tem apenas 39% de eficiência.

Mande pra gente, via Whatsapp, denúncias, textos, vídeos e fotos sobre a realidade do Estado de Goiás. Whatsapp do Goiás Real: (62) 8453 6115. Vamos preservar sua identidade, se for do seu interesse.

Outras notícias

+ veja mais notícias