Goiânia, quarta, 15 de agosto de 2018
09/08/18 467 visualizações

Goiás registra 2.665 mortes violentas e fica acima da média nacional





Goiás atingiu em 2017 2.665 mortes violentas intencionais, como homicídios e latrocínios. O montante equivale a 7 mortes por dia, ou 39,3 por grupo de 100 mil habitantes. Os dados foram revelados nesta quinta-feira, 9, pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, em São Paulo.

Em 2016 foram 3,014 crimes violentes, mas apesar da aparente queda de 12,74%, há suspeitas de que os números no Estado são maquiados. O  jornalista Laerte Júnior denunciou no último dia 02 agosto que o site da Secretaria de Segurança Pública só registrava 01 homicídio no mês de julho.  

O ano de 2018, que será contabilizado no próximo ano, foi marcado por rebeliões nos presídios goianos com 9 mortos e 14 feridos, já no primeiro dia do ano. O massacre continua com omissão da gestão José Eliton.

A falta de atualização causa no mínimo estranheza, pois os números só aumentavam, até então. Foram 35 em abril, 40 em maio e 43 em junho. Em um passe de mágica as 43 mortes de um mês passaram para apenas 1.

Brasil

O país atingiu em 2017 o maior número de mortes violentas intencionais, como homicídios e latrocínios, da sua história. Foram 63.880 vítimas, o equivalente a 175 por dia, 7 por hora. A taxa de mortes por 100 mil habitantes atingiu a marca de 30,8, abaixo que a média de Goiás.

O ano de 2017 foi marcado por brigas entre facções criminosas que causaram, já no primeiro dia do ano, 56 homicídios no interior do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), em Manaus.

O Rio Grande do Norte assumiu a liderança entre os Estados mais violentos do País, com uma taxa de 68 por 100 mil habitantes, seguido pelo Acre (63,9) e Ceará (59,1). As menores taxas foram constatadas em São Paulo (10,7), Santa Catarina (16,5) e Distrito Federal (18,2).

Outros crimes

Outros crimes também registraram alta. As mortes decorrentes de ações policiais chegaram a 5,1 mil, crescimento de 20% em relação a 2016. No período, 367 policiais foram mortos, queda de 4,9%.

Os casos de estupros chegaram a 60 mil no País ao longo dos 12 meses de 2017, alta de 8,5% em relação a 2016.

Mande pra gente, via Whatsapp, denúncias, textos, vídeos e fotos sobre a realidade do Estado de Goiás. Whatsapp do Goiás Real: (62) 8453 6115. Vamos preservar sua identidade, se for do seu interesse.

Outras notícias

+ veja mais notícias