Enquete finalizada ! Paulo Sergio , prefeito de Hidrolândia, ganha 63,58% de má qualificação em sua administração

Numa tentativa distorcida de salvar a imagem de sua administração o prefeito Paulo Sergio de Rezende cria dados fictícios sobre sua gestão O mesmo em fake News, produzido a si, próprio, lhe atribuiu em pesquisa infundada 80% de aprovação.

Fake News ao aspecto da verdade

Sabendo do resultado da pesquisa de nosso jornal, o mesmo lhe atribuiu dados falsos. Mas hoje quarta feira fechamos as apurações e vamos os resultados. Em nossa enquete foi atribuída a presente pergunta para a população hidrolandense, “O que você acha da administração do prefeito de Hidrolândia Paulo Sergio de Rezende”,  Em uma enquete onde não se permite falseamentos de votos externos em Hidrolândia tivemos a presente participação. 1943 Votantes. Onde ficou como resultado;

Acham a administração Boa; 23,61% (459 votos)

Acham que a administração e Mais ou menos; 12,76% (248 votos)

Acham que a administração e péssima ;63,58% (1236 votos)

Nesta analise podemos ver que o prefeito aparece com uma grande rejeição  63,58 % ou seja 1236 votos, contra a sua administração.

Quando andamos vemos muitas reclamações na cidade,  de falta de compromissos não atendidos, postos de saúde (apesar de recente realização de concurso para a saúde) com falta de médico, setores com cobrança de luz indevida,  demora em atendimentos na prefeitura dentro várias outras que contribuem este aumento de rejeição.

Para os que acham administração Boa, podemos ver que em grande parte dos 23,61 % ou seja dos 459 votos a ele atribuídos, a grande maioria pode ser influência de funcionários que se beneficiam da maquina pública e querem se manter no emprego por algum tempo. E claro que o mesmo também tem seus simpatizantes. Lembremos que a prefeitura de Hidrolândia, mantem em seu quadro funcional, cerca de mais de 300 comissionados, e continua sendo o maior empregador da cidade.

Os que acham a administração mais ou menos, geralmente são votos de pessoas que se mantem neutros em definição , onde hora a mesma esta boa e hora esta ruim, assim possuem uma situação volátil de opinião.

Mas em fim, de forma absoluta, a rejeição e maior do que o aceite, e assim podemos tecer o comentário, para que o mesmo reveja seus conceitos de condução de seu cidadão. Os dados não metem e aqui não tem achismo, apenas a mais pura expressão de uma enquete de opinião popular !

Prisão de mulher em MG desarticula esquema de distribuição de drogas no sul de Goiás, diz polícia

Suspeita era foragida da Justiça goiana por envolvimento em homicídio. Segundo delegado, ela fugiu para cidade mineira, onde morava em um sobrado de alto padrão, e comandava tráfico em Bom Jesus e parte de Itumbiara.

 

A Polícia Civil de Goiás acredita ter desarticulado um esquema de distribuição de drogas em dois municípios do sul do estado, vindas de Uberlândia, em Minas Gerais. Regina Batista de Souza, de 37 anos, apontada como suspeita de liderar um grupo criminoso de tráfico de drogas, foi presa na cidade mineira, onde morava em um sobrado de “alto padrão”.

“Ela era foragida da Justiça de Goiás. Na comarca de Bom Jesus, contra ela pendia um mandado de prisão por homicídio que teve como pano de fundo a disputa por pontos de vendas de drogas em Bom Jesus”, informou o delegado Ricardo Chueire.

Ainda segundo o delegado, ao ser preso Minas Gerais a mulher ficou em silêncio e não apresentou advogado.

De acordo com as investigações, Regina dirigiu o carro que levou os executores do crime, seu marido, atualmente preso em Planaltina de Goiás, e outro suspeito ainda foragido. A vítima teria sido morta por engano, uma vez que se parecia fisicamente com o verdadeiro alvo, seu primo.

Chueire contou que com a prisão do marido dela, Regina passou a dominar o tráfico em Bom Jesus de Goiás e em parte de Itumbiara.

“Posteriormente ao mandado de prisão por homicídio ter sido expedido, em 2018, ela fugiu do estado de Goiás e a polícia continuou investigando e constatou que ela continuou traficando de Minas Gerais, mandando cocaína e outras drogas para serem revendidas em Itumbiara e Bom Jesus”, comentou Chueire.

A prisão

Regina Batista de Souza foi capturada na sexta-feira (27) em ação das polícias de Goiás e Minas, quando chegava a uma clínica médica em Uberlândia e apresentou documento falso à polícia.

Para o delegado o poder do esquema liderado pela suspeita ficou comprovado pela quantidade de drogas e outros materiais encontrado nos endereços em que vivia, na cidade mineira.

No sobrado de alto padrão, segundo a polícia, foram apreendidos veículos, materiais para a preparação de drogas, documentos, R$ 37 mil e uma pistola Glock 9mm adaptada com kit rajada e carregador alongado.

Já em uma chácara, que teria sido alugada pela mulher, foram encontrados um depósito e laboratório das drogas que eram, remetidas para serem vendidas em Goiás.

Também foram apreendidas barras de maconha, crack e outros matérias para preparo e venda de drogas.

O delegado informou ainda que na chácara foram achados escondidos em um piso falso maçaricos comumente usados em ataques a agências bancárias e caixas eletrônicos, além de placas de veículos de Bom Jesus e Palmeiras de Goiás.

Governo de Goias faz adesão a projeto de escolas militares do governo Bolsonaro

 Quinze estados e o Distrito Federal fizeram a adesão ao projeto do governo Jair Bolsonaro (PSL) para implementar escolas militares. Na região Sudeste, mais rica do país, somente Minas Gerais declarou interesse.

Chamadas de escolas cívico-militares pelo MEC (Ministério da Educação), o modelo prevê a atuação de equipe de militares da reserva (seja policias, bombeiros ou membros das Forças Armadas) na administração da escola.

Diferentemente das escolas militares, que são totalmente geridas pelo Exército, as secretarias de educação é que determinam o currículo escolar. Mas estudantes precisam usar fardas e seguir as regras definidas por militares.

O MEC prevê gastar R$ 54 milhões só no próximo ano para a implementação do projeto piloto em 54 escolas -cada unidade receberá R$ 1 milhão para adequações de infraestrutura e pagamento de pessoal. O plano é apoiar dentro desse modelo 216 unidades até 2023. O país tem cerca de 140 mil escolas.

No Nordeste, somente o Ceará declarou interesse. Todos os estados do Norte, Cento-Oeste e Sul aderiram ao plano do governo.

Ainda não há definição das escolas que farão parte do modelo porque este é o momento de adesão dos governos. O MEC vai abrir o prazo, de 4 a 11 de outubro, para que as redes municipais possam declarar interesse.

As redes de ensino tiveram entre os dias 6 a 27 de setembro para fazer a adesão. A ideia é que cada estado receba duas escolas para receber o projeto, mas de acordo com o ministro da Educação, Abraham Weintraub, esse número pode subir de acordo com o panorama de adesão.

Oficialmente, o programa prevê a adesão voluntária das escolas, com aprovação de professores e famílias. Mas o presidente Jair Bolsonaro já falou que o modelo tem de ser imposto mesmo que haja oposição.

Weintraub disse apostar na alta demanda pelo modelo para que a implementação ocorra somente onde há apoio. “A gente vai começar com quem estiver com as melhores condições para que haja um impacto social, e a demanda é gigantesca”, disse o ministro em entrevista coletiva em Brasília nesta terça-feira (1º).

Apesar de 11 estados terem ficado de fora, o ministro avaliou como positiva a aderência ao projeto.

São elegíveis ao modelo escolas do segundo ciclo do ensino fundamental (6º ao 9º ano) e de ensino médio com ao menos 500 alunos e no máximo 1.000. O MEC pretende priorizar unidades em regiões mais pobres.

Escolas militares ganharam evidência nos últimos anos por causa de indicadores educacionais positivos e por atacarem o problema da indisciplina.

Por outro lado, educadores se opõem à militarização da educação e à priorização de investimentos no modelo. Reportagem da Folha de S.Paulo mostrou que as escolas militares e institutos federais com o mesmo perfil de alunos têm desempenho similar

Participe da Enquete ! Responda, como você avaliação a Gestão do Prefeito de Hidrolândia Paulinho ?

Lançamos mas uma  enquete para a cidade de hidrolândia, onde somente pode votar pessoas da cidade e regi~]ao Assim se você esta no espaço geográfico da cidade, vote e de sua opinião em como você avalia a gestão do Prefeito Paulinho ?!

Seja honesto, e claro, não se reprima !

 

CLIQUE AQUI E PARTICÍPE

Marconi Perillo deverá prestar depoimento na CPI da Enel, afirma Henrique Arantes

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga irregularidades no fornecimento de energia elétrica por parte da Enel em Goiás realizou mais uma reunião ordinária nesta quinta-feira, 19. Sob o comando do presidente, deputado Henrique Arantes (PTB), o colegiado foi informado de que o ex-governador Marconi Perillo (PSDB) vai prestar esclarecimentos à CPI no início de outubro. “Falei com o ex-governador ontem por telefone, e ele garantiu que vai comparecer a esta CPI, a data não foi definida, mas ele deve me informar com precisão em breve”, informou o presidente.

O ex-vereador Maurício Beraldo participou da reunião como representante da população do Residencial Vale dos Sonhos, e ressaltou as dificuldades e anseios em relação à distribuição de energia elétrica na região. “O Vale dos Sonhos tem escritura e registro. A população paga ITU que varia entre 2,5 mil e 3 mil reais, e ainda assim mais de 100 lotes não têm energia. As torres de transmissão são antigas e não atendem à demanda das indústrias de móveis instaladas na região”, relatou Maurício.

Para o relator da CPI, deputado Cairo Salim (Pros), loteamentos sem regularização são alvo de ligações clandestinas e geram insegurança à população. “Medidas precisam ser tomadas pela Enel para oferecer um serviço que atenda às necessidades reais do consumidor”, observou o parlamentar.

O deputado Alysson Lima (Republicanos), ao fazer o uso da fala, salientou a importância de ouvir o ex-governador Marconi Perillo. “Temos uma empresa atuando, que não atende às necessidades do consumidor. Precisamos ouvir o ex-governador antes de assinar o acordo com a Enel”, pontuou.

Henrique Arantes disse que a empresa italiana de distribuição de energia em Goiás está disposta a assinar um termo de acordo para resolver pontualmente algumas questões levantadas pela CPI em caráter emergencial, o que deve ser o início do fim das atividades desta comissão. “Estamos do meio pro fim. Agora é hora de pontar irregularidades e apontar soluções. A Enel deve aumentar o investimento em transformadores mais velozes e modernos e aumentar o valor investido em um espaço de tempo reduzido. Não dá pra esperar até 2020”, enfatiza.

O presidente do colegiado informa ainda que o acordo está sendo elaborado junto à Defensoria Pública e Enel e deve ser assinado em breve. “Acredito que até o dia 10 de outubro essa etapa do processo seja finalizada. Precisamos assinar esse acordo para garantir a execução dos serviços sob pena de punição, caso a Enel não cumpra o que foi acordado”, finaliza Henrique Arantes.

Reforma Tributária não pode prejudicar estados em desenvolvimento, defende Glaustin da Fokus

O deputado federal Glaustin da Fokus defendeu nesta terça-feira (10) que a Reforma Tributária preserve incentivos fiscais a estados e municípios das regiões Centro-Oeste, Nordeste e Norte. O parlamentar goiano participou de audiência pública sobre federalismo na Proposta de Emenda à Constituição (PEC) nº 45, que, pela redação atual, poderia inviabilizar benefícios que corrijam desigualdades regionais, com uma perda real de arrecadação.

“Nosso Brasil precisa simplificar seu sistema de impostos, um dos mais complexos do mundo, mas essa modernização deve considerar as desigualdades regionais, sob o risco de cidades e estados menos desenvolvidos ficarem ainda mais pobres”, alertou Glaustin. “Esse é um dos meus desafios como um dos representantes goianos na comissão especial da Reforma Tributária. Vamos imaginar o que se passa na cabeça de grandes investidores. Antes de montar algo, qual a diferença entre escolher a região Centro-Oeste, com 16 milhões de habitantes, ou o Sudeste, onde eles poderiam vender para quase 90 milhões de pessoas?”

Segundo o secretário da Fazenda e Planejamento do Estado de São Paulo, Henrique Meirelles, a PEC 45 combate a guerra fiscal e transforma o mapa de arrecadação entre os entes federativos, ao prever a cobrança do imposto no destino. “Então, um estado mais consumidor terá um ganho em relação a um estado produtor”, avaliou o ex-ministro da Fazenda, ao sugerir que os valores atuais das receitas regionais sejam mantidos por 20 anos, corrigidos anualmente e prorrogáveis, por meio de mecanismos de compensação.

O presidente do Comitê de Secretários da Fazenda (Comsefaz), Rafael Fonteles, apresentou na audiência a versão final da proposta de reforma tributária aprovada pelos 27 titulares das secretarias estaduais. “Finalmente conseguimos uma unificação, depois de décadas discutindo a reforma tributária”, celebrou. “A PEC 45 é louvável por unificar cinco tributos, com uma simplificação e uma padronização essenciais, mas enxergamos mudanças importantes para preservar a autonomia de estados e municípios.”

Já o presidente da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), Glademir Aroldi, destacou a necessidade de reduzir a carga tributária, que hoje se aproxima de 35% do Produto Interno Bruto (PIB), para gerar mais emprego e, assim, reduzir a dependência da população de serviços públicos de educação e saúde. O secretário executivo da Frente Nacional de Prefeitos (FNP), Gilberto Perre, declarou o apoio das médias e grandes cidades à PEC 45, que, nas palavras dele, busca “mais justiça tributária” para cidadãos e empresários.

Seminário em Goiás

Ao lado do deputado federal Elias Vaz (PSB-GO), Glaustin coordena a realização, em Goiânia, do seminário regional da Câmara sobre os impactos da Reforma Tributária para estados e municípios. O encontro ocorre na próxima segunda-feira (16), às 14h, no Sesc Cidadania, no Jardim América.

O seminário integra o calendário oficial da comissão especial da PEC 45, da qual Glaustin e Elias Vaz são membros titulares. Os parlamentares garantiram a presença de Goiânia entre as 12 cidades a receber a rodada de debates.

Para realizar o seminário, os deputados contam com apoio das federações do Comércio do Estado de Goiás (Fecomércio-GO), da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg) e das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg), além da Assembleia Legislativa do Estado de Goiás (Alego) e da Câmara Municipal de Goiânia.

Confirmaram presença no encontro o presidente da comissão especial da Reforma Tributária, Hildo Rocha (MDB-MA), e o relator da PEC 45, Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), além dos presidentes da Alego, Lissauer Vieira, da Câmara Municipal, Romário Policarpo, da Faeg, deputado federal José Mário Schreiner (DEM-GO), da Fecomércio-GO, Marcelo Baiocchi, e da Fieg, Sandro Mabel.

A programação inclui, ainda, palestras da secretária estadual da Economia, Cristiane Schimidt, do secretário de Finanças da prefeitura de Goiânia, Alessandro Melo da Silva, do diretor de Assuntos Parlamentares do Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal (Sindifisco Nacional), Marcos Assunção, e do auditor fiscal Elder Souto Silva Pinto, representante do Sindicato dos Funcionários do Fisco do Estado de Goiás (Sindifisco).

Uma análise da 1 º Enquete Geolocalizada dos pre-candidatos a prefeito de Hidrolândia

Terminamos pelo Goias Real, uma enquete diferenciada. A enquete geolocalizada, com filtro de ip, permite  apenas os votos de quem pertence dentro de uma  área, de uma determinada latitude e longitude, o que exclui “participantes” encomendados de outras cidades ou mesmos estado, já os filtros de ips, ou seja o votante, vota  apenas uma vez, e bloqueia quem tenta votar pela segunda vez.

Neste sistema diferenciado, a mesma durou 3 dias, iniciando dia 20/09/2019, sexta feira, a manifestação foi espontânea, tivemos alguns quadros esperados e outras surpresas. Com 1042 votos apurados em nossa enquete para Hidrolândia tivemos o presente resultado;

 

1º Jose Délio Junior – 29,75%

2º Cassimiro Neto – 24,86 %

3º Professora Eleusa Matias – 24,09%

4º Bruno do Posto – 18,52%

5º Julio Franklin –     1,06%

6º Fernando Nazaré – 0,86%

7º Germano    – 0,86%

 

O que acontece ?

O pré-candidato, Jose Délio Junior , conseguiu alcançar a liderança com 29,75% da preferência dos votos. Considerando sua diferença frente ao pre candidato do Dem, Cassimiro Neto, ser de 4,86 %, os dados demonstram que se tem muito trabalho pela frente, e cada pontuação conquistada, representa a diferença que se tem frente a confiança do povo, e o vice prefeito Cassimiro Neto.

O pré-candidato Cassimiro Neto, do Dem tem realizado um trabalho de campanha positiva, sendo um mistério aos olhos de grande parte dos entendedores de política, podemos concluir que  o mesmo  tem realizado um trabalho de formiguinha, no tete a tete, mas que de uma forma curiosa tem demonstrado um resultado curioso. Assim era esperado que sua pontuação melhorasse para terceiro, mas surpreendeu em segundo lugar

Com a mudança realizada de sistema, era esperado uma queda do pre- candidato Bruno do Posto, para 2º ou 3º Lugar, mas para 4º lugar foi uma surpresa. Bruno do Posto, foi candidato nas eleições passadas, perdendo por 50% contra o prefeito atual da cidade. Atualmente conta o apoio do Deputado Federal Professor Alcides. Com o sistema de geolocalização implantada , e a restrição de votos por ip, era esperado uma queda em seus votos, visto o mesmo ter uma enorme influência em Aparecida de Goiânia, base de grande parte de seus votos em várias enquetes realizadas anteriormente. Sua recente e aparente aproximação com o prefeito Paulo Sergio, estremeceu em muito a confiança a confiança dos eleitores referente ao seu nome..

A surpresa vêm do resultado da professora Eleusa Matias. Esposa do ex secretário de articulação da gestão do prefeito Paulo Sergio, Didi Matias, a mesma despontava sempre em ultimo lugar. Didi Matias, trabalha o nome de sua esposa como pre candidata a prefeita, o mesmo recentemente convertido para a igreja evangélica , demonstra que ele deve der observado e estudado. Por onde anda quando procuramos conhecer sua pessoa , temos a referencia que o mesmo e um articulador, e trabalhou de forma estratégica para fazer o nome do Prefeito Paulo Sergio nas duas eleições passadas. Este resultado para as próximas pesquisas para pre-candidato podem apresentar resultados interessantes.

O pré candidato júlio Franklin, foi presidente da câmera de vereadores de Hidrolândia. O mesmo sendo presidente do Psc, demonstra neste resultado que há necessidade de trabalho, de aparecer frente ao povo, onde seu contato com a população pode ser a solução para estes números tão baixos.

O pré candidato Fernando Nazaré, o mesmo trabalha com os vereadores de Hidrolândia, sua pontuação foi uma surpresa. Ou as outras enquetes se apresentavam de forma errada, ou o presente resultado demonstra que falta mais trabalho. Fernando Nazaré, a frente do sindicado rural tem feito um bom trabalho. Mas alguma coisa aconteceu.

Germano, nos confidenciou que não será pre- candidato neste momento, assim resolvemos deixar seu nome sem uma analise.

O que falta a todos ?

Os números podem mudar, nossa enquete não é perfeita, mas traz uma outra visão sobre um espaço amostral mais confiável, e sem interferência externa. Os resultados, mesmo faltando 1,2 anos para as eleições , podem mudar. Os candidatos do 1º, 2º e 3 º lugar, estão muito próximos, e  podendo com mais trabalho por estes 3, chegarem a ficar tecnicamente empatados. O que se pode esperar para mudar isso e que falem mais de seus projetos, de suas ideias e  retirem as máscaras, e sejam mais reais com seu povo. Grande parte dos pré candidatos tem em sua mente, ainda as velhas artimanhas da antiga política e erram ao trabalhar com as velhas regras. As festas são elixires temporários para se enganar a população e se ter a atenção do povo, o trabalho e o maior bem que pode-se dispor a população. Incentivar o empreender, incentivar a educação, demonstrar será o incentivo a produção de mais trabalho  ainda nenhum candidato se manifestou.

 

Escrito por : Sanddro Lib

Sergio Moro visita o Estado de Goias, sendo recepcionado pelo Governador Ronaldo Caiado

Goias recebeu  o ministro Sérgio Moro em sua primeira visita técnica do projeto “Em Frente, Brasil” em Goiânia. Junto com o prefeito Iriz Rezende Machado, reuniram no Paço Municipal e depois no Palácio das Esmeraldas para avaliar os resultados do primeiro mês de implantação do programa. E, como não poderia deixar de ser, o governo federal reconheceu os excelentes resultados que temos alcançado. Moro ressaltou nosso trabalho de integração entre as forças de segurança, iniciado assim que assumimos a gestão e que hoje já é referência nacional. Ronaldo Caiado, demonstrou que com união, muito trabalho e bons projetos, Goiás que vai continuar avançando muito mais!

Governo de Goiás lança programas de estágios e de trainees

Capacitar profissionais, garantindo com que Goiás tenha especialistas qualificados nas mais diversas áreas. Com esse objetivo o governador Ronaldo Caiado e o secretário Bruno D’Abadia lançaram, na última quinta-feira, 19, uma iniciativa inédita no Estado, que é o programa Trainee da Gestão Pública. Na mesma solenidade, realizada no auditório Mauro Borges, anunciou convênios com instituições de ensino superior para seleção de estagiários e apresentou o projeto Movendo Líderes, voltado para a capacitação de servidores públicos. As ações são desenvolvidas pela Secretaria de Estado da Administração (Sead), por meio da Subsecretaria de Gestão e Desenvolvimento de Pessoas.

O titular da Sead, Bruno D’Abadia informou que se trata do maior programa de estágios do Estado. “Nenhuma instituição pública ou privada é capaz de dar tanto acesso ao emprego e ao conhecimento quanto o Estado de Goiás”, garantiu. O secretário explicou que o programa foi reformulado e que oferecerá a jovens motivados aprendizagem e crescimento profissional, além da oportunidade de participar do processo de transformação pela qual Goiás atravessa.

Dentro do Programa Estagiários, o Governo de Goiás irá firmar parceria com 36 universidades ou faculdades para que façam a seleção dos estudantes para atuação na administração pública. O edital foi publicado nesta sexta-feira, 20, com 900 vagas disponíveis. Ofertar essa oportunidade fez o governador se lembrar de quando era universitário e buscava espaço no mercado de trabalho. “Esse projeto me alegra muito”, resumiu. “É uma maneira de nós interligarmos o Estado de Goiás com os jovens que estarão amanhã na demanda de empregos.”

Trainees da Gestão Pública

Já o programa de trainee é voltado para jovens que desejam fazer a diferença na gestão pública do Estado. Nesta primeira etapa, serão ofertadas 100 vagas para recém-formados que tenham interesse em atuar no serviço público. “Todo jovem quando sai da faculdade, sai com a carência enorme de poder transformar a teoria na prática”, salientou o governador, afirmando que a ação servirá como uma espécie de “pós-graduação”, já que o novo profissional vai aplicar seus conhecimentos no dia-a-dia.

Caiado ressaltou que o programa de trainee é uma mão de via dupla. Além de beneficiar os jovens, acrescenta ao Estado, já que a máquina pública passa a identificar as profissionais com aptidão e vocação. “Essas pessoas amanhã vão fazer concursos e estarão aptas a ocuparem cargos dentro da estrutura de governo. Precisamos formar pessoas, especializar.”

Bruno D’Abadia disse que o processo seletivo será por ampla concorrência, com inovações que permitam levar para a administração pública talentos com perfil adequado às premissas do programa. O edital do processo seletivo também será publicado nesta sexta-feira, no Diário Oficial e no site da Escola de Governo. A seleção contemplará quatro etapas: análise curricular, mini bio com vídeo de apresentação, estudo de caso e entrevista profissional.

Movendo Líderes

A terceira ação lançada nesta quinta-feira é voltada aos servidores do Estado que exerçam funções de liderança no Estado. “A Escola de Governo montou um programa de capacitação de alto nível para ajudá-los a se capacitar nas áreas de comunicação, liderança, gestão de conflitos, inovação”, resumiu o titular da Sead. O programa tem a proposta de aliar teoria e prática, com estratégias ativas de aprendizagem, para desenvolver um novo perfil de líder compatível com as necessidades atuais do serviço público.

Inicialmente serão oferecidos cinco cursos que contemplam os principais temas referentes à construção de uma liderança eficaz: estratégias de liderança, tomada de decisão, construção de equipes produtivas, mudança cultural e comunicação mais assertiva. As inscrições serão realizadas no site da Escola de Governo (www.escoladegoverno.go.gov.br) a partir do dia 25 de setembro.

As novidades integram o Programa Move Goiás, instituído pela Sead em julho de 2019, que tem o objetivo de implantar, no âmbito da administração pública estadual, políticas públicas e ações efetivas na área de gestão de pessoas. Com o programa, o Governo de Goiás quer atrair novos talentos e valorizar os servidores públicos, com promoções, qualificações para que a prestação de serviços públicos seja realizada com foco no cidadão.

Estiveram presentes os secretários de Estado Wilder Morais (Indústria, Comércio e Serviços), Valéria Torres (Comunicação) e Edival Lourenço (Cultura); o diretor-geral da Administração Penitenciária, coronel Wellington Urzêda; o presidente do Codego, Pedro Sales; o presidente do Sindicato das Entidades Mantenedoras de Educação Superior, Jorge de Jesus Bernardo; o reitor da Unievangélica, professor Carlos Mendes; além de representantes das instituições de ensino da UFG, PUC Goiás, Faculdade Evangélica de Jaraguá, Facmais, FUG, Ipog, Itego Basileu França, Faculdade Padrão, Unialfa, Faculdade Anhanguera e Facunicamps.

Adfego recebe prêmio nacional em Brasília

Deputado federal Glaustin da Fokus entregou condecoração ao assessor jurídico da entidade, André Campos, em sessão solene no Plenário da Câmara

A Associação dos Deficientes Físicos do Estado de Goiás (Adfego) recebeu nesta quarta-feira (18) o Prêmio Brasil Mais Inclusão, promovido pela Câmara dos Deputados para homenagear organizações e personalidades que sejam exemplos de vida e superação. Responsável pela indicação da entidade goiana, o deputado federal Glaustin da Fokus (PSC-GO) entregou a condecoração ao assessor jurídico da Adfego, André Jonas de Campos, em sessão solene no Plenário Ulysses Guimarães.

“Fiquei feliz por ajudar a reconhecer o trabalho da Adfego na luta por inclusão, reabilitação e autonomia de pessoas com deficiência física no meu estado”, disse Glaustin. “Sem dúvida, o prêmio é justíssimo. Tudo começou com um grupo que se reunia há 37 anos em uma salinha do estádio Olímpico, em Goiânia, para incentivar a prática de esportes. Anos depois, a entidade passou a buscar a inserção de seus associados no mercado de trabalho, ao firmar convênios com empresas, bem antes de existir uma cota de contratação. A Adfego é uma prova de que a deficiência não é um obstáculo intransponível.”

Representante da presidente da Adfego, Maria Clara Carvalho, na premiação, André Jonas destacou que, embora não tenha visitado a entidade como candidato, para pedir votos durante a campanha de 2018, Glaustin se dispôs a ajudá-la assim que foi eleito. “Desde então, ele sempre tem sido muito presente na nossa instituição e trabalha em prol da pessoa com deficiência aqui na Câmara”, destacou o advogado. “A gente só tem a agradecer, porque são alianças como essa que fazem com que ocorra de fato a inclusão social da pessoa com deficiência não só no estado, mas em todo o país.”

Vice-presidente da Comissão de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência da Câmara dos Deputados (CPD), Glaustin integrou o conselho deliberativo que, em agosto, escolheu cinco instituições e cinco personalidades para o prêmio Brasil Mais Inclusão, entregue nesta semana em homenagem ao Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência, 21 de setembro.

Crédito das fotos: Marcos Souza