CINEMA MUNDO ECONOMIA CULTURA ESPORTES EDUCAÇÃO CONCURSOS CIÊNCIAS & SAÚDE
SEXTA-FEIRA, 22 DE OUTUBRO DE 2021
ULTIMA NOTÍCIA:
TSE torna privado processo que discute provas de invasão Hacker ao seus servidores !
BUSCAR
   
  Notícias
Acontecendo
Africa
América do Sul
Automóveis & Motocicletas
Beleza
Brasil
Brasilia
Ciência & Saúde
Cinema & Teatro
Concursos & Emprego
Conteúdo
Cultura
Diversidade
Ecologia
Economia
Editorial
Educação
Entretenimento
Esportes
Gastronomia
Gente
Goiânia e Centro-Oeste
Goiás
Impecheament
Jurídico
Meio Ambiente
Moda
Mulher
Mundo
Música e Ritmos
Noite Rio
Planeta Criança
Policia
Politica
Poluição
Porto Alegre
Religião
Rio de Janeiro
RioPress
São Paulo
Saúde
Tecnologia
Tocantins
Turismo
União
Página Inicial / Notícias / Goiás
  Goiás
 
Bebê tem intestino perfurado e médico suspeita que caso tenha ligação com H1N1, em Goiânia
Data Publicação:27/04/2018
Um bebê de 6 meses de vida está internado em um hospital de Goiânia após ter o intestino perfurado. O médico Zacharias Calil, que acompanha o caso, acredita que o caso possa ser uma complicação ligada ao vírus H1N1. Segundo o pediatra, a criança tem sintomas da doença e estava até sendo medicada, já. O caso é considerado raríssimo.

A pedido da família, o médico não divulgou em qual unidade ele está internado e nem a identidade dos parentes. O bebê mora em Montes Claros de Goiás e foi internado no dia 20, em Goiânia. “Um teste rápido feito no interior apontou positivo para Influenza. Porém, a Influenza tem algumas divisões, como o H1N1, H3N2. Ele estava sendo tratado já, mas apresentou essa complicação e precisou ser operado”, disse o médico.

De acordo com Zacharias Calil a suspeita é que o vírus tenha entrado pelas vias aéreas e passado pela traqueia, que o levou até o pulmão, desenvolvendo uma Síndrome Respiratória Aguda Grave, e também até o sistema digestivo.

“No intestino grosso, o vírus causou uma inflamação, que evoluiu para uma infecção e perfurou o órgão, como se fosse uma úlcera”, explicou o médico. O bebê foi submetido a uma cirurgia para que o intestino fosse costurado. Ele está internado na UTI do hospital, mas respira de maneira espontânea.

A assessoria de imprensa da Secretaria Estadual de Saúde informou que, baseado no último boletim de casos notificados, divulgado na terça-feira (24), não há registros de pacientes com a doença no município de Montes Claros.

O G1 entrou em contato com a Secretaria de Saúde de Goiânia por email e telefone às 15h20, mas não obteve resposta até a publicação dessa reportagem.

O G1 tentou contato com a Secretaria de Saúde de Montes Claros de Goiás, mas as ligações não foram atendidas.

Caso raro O médico que atendeu o bebê considera o caso como raro. “Em mais de 30 anos como pediatra, não tinha visto Luma evolução tão rápida dessa complicação”, comentou.

Calil explicou ainda que, geralmente, o que causa esse tipo de perfuração são doenças congênitas. Entretanto, o menino não tinha nenhum histórico nesse sentido e nunca apresentou nenhum sintoma antes dos problemas respiratórios diagnosticados na última semana.

Foram coletados materiais para que sejam feitos exames para confirmar a suspeita de H1N1 e também a ligação entre o vírus e a complicação que gerou a perfuração no intestino. Porém, os resultados não ficaram prontos. O médico não soube informar qual a previsão para que os laudos sejam entregues.

H1N1 Goiás já registrou 28 mortes por H1N1 este ano. Devido à grande procura, as vacinas contra a doenças chegaram a se esgotar em todos os postos de saúde de Goiânia e Itumbiara. Porém, de acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, uma nova remessa, contendo 87 mil doses chegou e está sendo encaminhada aos municípios.

As mortes registradas pela doença ocorreram em 13 cidades de Goiás:

Goiânia – 13

Trindade – 2

Aragoiânia – 1

Hidrolândia – 1

Campo Alegre de Goiás – 1

Jaupaci – 1

Palmeiras de Goiás – 1

Anápolis – 1

Pirenópolis – 1

Carmo do Rio Verde – 1

Rio Verde – 3

Morrinhos – 1

Silvânia – 1

O órgão informou ainda que mais da metade da população goiana que compões os grupos prioritários para a vacinação contra a Influenza já foram imunizados.

Veja o calendário de vacinação para o estado 13/04 a 20/05 – Idosos, trabalhadores da saúde e pessoas com doenças cardíacas e respiratórias graves 23/04 a 27/04 – gestantes, puérperas e crianças 30/04 a 11/04 – professores 12/05 – Dia D: serão vacinados todos os grupos prioritários da campanha 14/05 a 1/06 – todos os grupos prioritários da campanha Indígenas: podem ser vacinados durante todo o período da campanha Presos e funcionários do sistema prisional: o agendamento será feito a critério do município no período da campanha.


Fonte:https://g1.globo.com



Nome:
E-Mail:
+ Notícia(s)
- Inscrição Aberta - Bolsa Universitária - ProBem/Ovg
- Em Goiás, professor temporário e valorizado!
- Idosos atendidos pela OVG são imunizados contra Covid-19
- Enel ; Persona non Grata em Chapadão do Céu
- Renovação de bolsas de estudo do governo de Goiás vai até 31 de janeiro
- Goiás deve receber cerca de 150 mil doses da vacina de Oxford ainda em janeiro
- Governo de Caiado supera gestão de Marconi Perillo em Credibilidade
- Projeto Carteira CNH Social
- Sanddro lib, informa que prefeitura de Hidrolândia e responsavel por indenizar empresas fechadas
- Denúncias de assédio por João de Deus geram medo em cidade do interior Goiás
Paginação:
     
MAIS PROCURADOS
Empresa
Reclamações
Regras de publicação


 
PRODUTOS
Publicidade
Artigos Acadêmicos
 
INTERAÇÃO
Contato / Reclamações / Sugestões
 
 
Goias Real - Todos os Direitos Reservados de 2004 a 2020.