CINEMA MUNDO ECONOMIA CULTURA ESPORTES EDUCAÇÃO CONCURSOS CIÊNCIAS & SAÚDE
DOMINGO, 25 DE JULHO DE 2021
ULTIMA NOTÍCIA:
Um Brasil forte:Pazuello é nomeado para secretaria ligada ao gabinete presidencial
BUSCAR
   
  Notícias
Acontecendo
Africa
América do Sul
Automóveis & Motocicletas
Beleza
Brasil
Brasilia
Ciência & Saúde
Cinema & Teatro
Concursos & Emprego
Conteúdo
Cultura
Diversidade
Ecologia
Economia
Editorial
Educação
Entretenimento
Esportes
Gastronomia
Gente
Goiânia e Centro-Oeste
Goiás
Impecheament
Jurídico
Meio Ambiente
Moda
Mulher
Mundo
Música e Ritmos
Noite Rio
Planeta Criança
Policia
Politica
Poluição
Porto Alegre
Religião
Rio de Janeiro
RioPress
São Paulo
Saúde
Tecnologia
Tocantins
Turismo
União
Página Inicial / Notícias / Goiás
  Goiás
 
Motorista se diz arrependido de matar a esposa grávida e alega que agiu por impulso: Fiz besteira
Data Publicação:05/06/2018
O motorista Aginaldo Viríssimo Cuelho, de 50 anos, que confessou ter matado a mulher, Denise da Silva, de 34 anos, grávida de 4 meses, afirmou, nesta terça-feira (5), que agiu por impulso e que está arrependido do crime. O homem, que está preso, disse ainda que viu conversas da vítima com outros homens e, por suspeitar de uma suposta traição, resolveu ir até a casa dela para “tirar satisfação”.

Durante a apresentação na Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios (DIH), Aginaldo disse que a mulher não quis abrir a porta e, por isso, ele a arrombou. Ele afirma que ficou irritado por ter sido recebido de forma agressiva por Denise e atirou contra ela.

“Fiz besteira. Estou arrependido por tudo que eu fiz. Ninguém merecia isso, nem ela, nem eu. Minha vida acabou. A gente discutiu. À noite, eu falei com ela no telefone e ela deu a entender que estava com alguém lá. Eu pensei em matar essa pessoa que poderia estar com ela. Eu fui até lá, pedi para ela abrir a porta e ela não quis. Aí fiquei muito irritado, arrombei, a gente discutiu e eu por impulso acabei atirando”, disse.

O crime foi cometido numa rua próxima da casa da vítima, em um condomínio do Setor Orienteville, na capital, na madrugada de segunda-feira (4). Conforme as investigações, como o casal estava separado, o motorista arrombou a porta da casa e começou a discutir com a esposa. Após ser agredida, ela tentou fugir, mas acabou baleada na cabeça.


Fonte:https://g1.globo.com/go/goias



Nome:
E-Mail:
+ Notícia(s)
- Inscrição Aberta - Bolsa Universitária - ProBem/Ovg
- Em Goiás, professor temporário e valorizado!
- Idosos atendidos pela OVG são imunizados contra Covid-19
- Enel ; Persona non Grata em Chapadão do Céu
- Renovação de bolsas de estudo do governo de Goiás vai até 31 de janeiro
- Goiás deve receber cerca de 150 mil doses da vacina de Oxford ainda em janeiro
- Governo de Caiado supera gestão de Marconi Perillo em Credibilidade
- Projeto Carteira CNH Social
- Sanddro lib, informa que prefeitura de Hidrolândia e responsavel por indenizar empresas fechadas
- Denúncias de assédio por João de Deus geram medo em cidade do interior Goiás
Paginação:
     
MAIS PROCURADOS
Empresa
Reclamações
Regras de publicação


 
PRODUTOS
Publicidade
Artigos Acadêmicos
 
INTERAÇÃO
Contato / Reclamações / Sugestões
 
 
Goias Real - Todos os Direitos Reservados de 2004 a 2020.