CINEMA MUNDO ECONOMIA CULTURA ESPORTES EDUCAÇÃO CONCURSOS CIÊNCIAS & SAÚDE
SEGUNDA-FEIRA, 29 DE NOVEMBRO DE 2021
ULTIMA NOTÍCIA:
TSE torna privado processo que discute provas de invasão Hacker ao seus servidores !
BUSCAR
   
  Notícias
Acontecendo
Africa
América do Sul
Automóveis & Motocicletas
Beleza
Brasil
Brasilia
Ciência & Saúde
Cinema & Teatro
Concursos & Emprego
Conteúdo
Cultura
Diversidade
Ecologia
Economia
Editorial
Educação
Entretenimento
Esportes
Gastronomia
Gente
Goiânia e Centro-Oeste
Goiás
Impecheament
Jurídico
Meio Ambiente
Moda
Mulher
Mundo
Música e Ritmos
Noite Rio
Planeta Criança
Policia
Politica
Poluição
Porto Alegre
Religião
Rio de Janeiro
RioPress
São Paulo
Saúde
Tecnologia
Tocantins
Turismo
União
Página Inicial / Notícias / Editorial
  Editorial
 
Thomas Edison teve seu último suspiro guardado em um tubo de ensaio
Data Publicação:21/10/2013

Reconhecido como o criador da lâmpada, do telefone, do telégrafo e fonógrafo, entre muitos outros, Thomas Alva Edison morreu devido a complicações causadas por diabetes em 18 de outubro de 1931 em sua casa, Glenmont, no Estado americano de Nova Jérsei - residência que ele comprou como um presente de casamento para Mina, que morreu 16 anos depois. Há 82 anos, o americano está enterrado atrás dessa casa. Não foi apenas o corpo do inventor, porém, que ficou guardado para a posteridade.

Uma lenda dá conta de que o último suspiro de Thomas Edison foi guardado em um tubo de ensaio no Museu Henry Ford, em Michigan. O responsável pela instituição - o próprio Henry Ford - teria convencido Charles Edison, um dos filhos de Thomas e Mina, a selar o tubo com o ar na sala onde o inventor morreu, como uma forma de recordação. Uma máscara mortuária também foi criada logo após sua morte.

Thomas Edison nasceu em 11 de fevereiro de 1847 na vila de Milan, em Ohio. De origem humilde, ele se tornou um dos maiores inventores da história. Em seu laboratório em Menlo Park, na Califórnia - cidade que hoje abriga a sede principal do Facebook -, Edison participou da criação, além do telefone e da lâmpada, também de uma bateria de armazenamento alcalina, do cinetoscópio (para a projeção interna de filmes) e do gramofone. Em toda sua vida, registrou 2.332 patentes.

Apesar de não ser considerado o inventor, e sim um executor da invenção da luz elétrica incandescente, Edison revolucionou o modo de vida da gerações seguintes desenvolvendo sistemas que tornaram a luz prática, segura e econômica. Com a invenção da lâmpada, a luz dos lampiões a gás passou aos poucos a ser substituída por pequenas redes elétricas de iluminação, limitadas, inicialmente, aos centros urbanos. Com isso, inaugurou-se uma nova época: a da utilização da eletricidade como energia economicamente viável, pois antes as necessidades da luz eram restritas, embora houvesse aplicação nas comunicações e na metalurgia.




Fonte:terra



Nome:
E-Mail:
+ Notícia(s)
- TSE torna privado processo que discute provas de invasão Hacker ao seus servidores !
- Receita informa que carga tributária sobe para 32,38% do PIB 2016
- Auditoria é para todo o tamanho de empresa
- Consumo exagerado de espinafre pode ocasionar danos á saúde
- País precisa proteger melhor seu conhecimento e a propriedade industrial
- BOLÍVAR LAMOUNIER DEFENDE REFORMAS IMEDIATAS NA ECONOMIA BRASILEIRA
- À ESPERA DE UM MILAGRE EM PORTO ALEGRE
- Cinco dicas para fortalecer o uso da rede social empresarial
- Rumo a 1964
- Ao contrário do que relata a mídia, doa~ções do PT foram legais
Paginação:
     
MAIS PROCURADOS
Empresa
Reclamações
Regras de publicação


 
PRODUTOS
Publicidade
Artigos Acadêmicos
 
INTERAÇÃO
Contato / Reclamações / Sugestões
 
 
Goias Real - Todos os Direitos Reservados de 2004 a 2020.